Angiologista.org

Formao da Pigmentao Parda

Dr. Hugo Coelho Neves - 02 de abril de 2012

COMPARTILHE:

Sinonímia: Hiperpigmentação Parda, Dermatite Ocre.

A pigmentação parda ocorre em várias doenças que afetam os vasos capilares e é uma consequência do extravasamento intenso e/ou crônico de hemácias para o espaço intersticial.

A hemácia ao alcançar o espaço intersticial sofre uma distensão devido a entrada de água pela osmolaridade, que ocasiona a ruptura da sua membrana e a liberação da Hemoglobina.

A Hemoglobina livre no interstício sofre uma decomposição se dividindo em Globina, que é a parte protéica e é eliminada do local através das vias linfáticas, e o radical Heme, que contém ferro. O radical Heme inicialmente é eliminado pelo sistema fagocitário (macrófagos), porém, quando ocorre um extravasamento crônico e/ou muito intenso, o depósito de ferro ultrapassa a capacidade do processo de fagocitose e passa a sofre outro mecanismo chamado de fibrose reacional.

A Fibrose reacional é causada pelo envolvimento do ferro pelos fibroblastos, isolando-o do meio interno. Com isso, o ferro fica aderido à derme mas sem alterar a fisiologia local, constituindo uma verdadeira “tatuagem espontânea“.

Ilustrao Explicativa da Pigmentao Parda

 

Referências Blibliográficas:

-Mello, N. A. Doenças Microcirculatórias da Pele. Rio de Janeiro: Revinter,2002. 268p

-Mello, N. A. Angiologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,1998. 322p

-Mello, N. A. Fisiopatologia dos sintomas e dos Sinais nas Doenças Vasculares. In: Ney Almeida Melo. Fisiopatologia dos Sintomas e dos Sinais nas Doenças Vasculares. Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2009. 233-240p      

COMENTE ESTE ARTIGO
NOME:
COMENTÁRIO:
Esta área é exclusiva para comentários. Em caso de dúvidas clique aqui.
  • Youtube
  • Twitter
  • Facebook
  • SIGA-NOS:

Tsuru

desenvolvido pela