Angiologista.org

Corao Perifrico de Barrow

Dr. Hugo Coelho Neves - 10 de outubro de 2011

COMPARTILHE:

Fig.1:Bomba muscular da Panturrilha

Representação esquemática dos dois componentes da bomba muscular da panturrilha. Em Fig.1 A, vê-se que a contração muscular (A1) expulsa o sangue do músculo para o tronco venoso coletor, onde, orientado pelas válvulas, o fluxo sanguíneo ascende pela perna. Ao cessar a contração muscular (A2), as veias do músculo começam a se encher de sangue, e a corrente sanguínea dos troncos venosos é lenta, ascendente.

Em Fig.1 B, vê-se que os troncos venosos são comprimidos pelos músculos em contração e que o fluxo sanguíneo, sob grande pressão, é orientado pelas válvulas em direção ao coração.

Todos esses mecanismos são sinérgicos, o que amplia a capacidade hemodinâmica do sistema do retorno venoso.

Fig.2: Bomba Muscular Panturrilha

No momento do ortostatismo (ficar muito tempo em pé) e parado, os vasos venosos e linfáticos dos membros inferiores ficam distendidos e túrgidos (Fig.2 A). A contração dos músculos vizinhos, principalmente os da panturrilha, provoca a compressão tanto dos troncos venosos quanto dos troncos linfáticos (Fig.2 B). Como estes vasos são fartamente valvulados, formam-se correntes circulatórias ascendentes, em direção ao coração.

Referências Blibliográficas:

- Duque, F L V: Informação Pessoal.

-Imagens: Doação do Prof. Fernando L. V. Duque

COMENTE ESTE ARTIGO
NOME:
COMENTÁRIO:
Esta área é exclusiva para comentários. Em caso de dúvidas clique aqui.
  • Youtube
  • Twitter
  • Facebook
  • SIGA-NOS:

Tsuru

desenvolvido pela