Angiologista.org

Classificação CEAP

Dr. Hugo Coelho Neves - 17 de setembro de 2011

COMPARTILHE:

A classificação para as doenças venosas crônicas baseada na Clínica, Etiologia, Anatomia e Patofisiologia (Classificação CEAP), foi criada em 1994 durante o American Venous Forum com a intenção de facilitar a comunicação entre os estudiosos e de formar uma linguaguem comum entre os médicos. Em 2004, foi adicionado uma nova versão simplificada (CEAP básico) para o uso clínico.

 

     Classificação Clínica:

C 0

Sem sinais de doenças venosas visíveis ou palpáveis

C 1

Telangiectasias e veias reticulares

C 2

Veias varicosas

C 3

Edema

C 4a

Pigmentação parda, eczema

C 4b

Lipodermatoesclerose ou atrofia branca

C 5

Úlcera venosa cicatrizada

C 6

Úlcera venosa aberta

Sendo, A= Assintomática e S = Sintomática

 

     Classificação Etiológica:

Ec

Congênita

Ep

Primária (causa indeterminada)

Es

Secundária (síndrome pós-trombótica,...)

En

Sem causa venosa identificada

 

     Classificação Anatômica:

As

Envolvendo o sistema venoso superficial

Ad

Envolvendo o sistema venoso profundo

Ap

Envolvendo o sistema venoso perfurante

An

Sem causa venosa identificada

 

     Classificação Fisiopatológica:

CEAP Básico:

Pr

Refluxo

Po

Obstrução

Pr,o

Refluxo e obstrução

Pn

Sem causa venosa identificada

 

Referências Blibliográficas:

-Maffei, F H A. Diagnóstico clínico das doenças venosas periféricas. In: Francisco H. de A. Maffei; Sidnei Lastória; Winston B. Yoshida; Hamilton A. Rollo; Mariangela Giannini; Regina Moura (Eds.). Doenças Vasculares Periféricas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008. 491-502p

 

 

COMENTE ESTE ARTIGO
NOME:
COMENTÁRIO:
Esta área é exclusiva para comentários. Em caso de dúvidas clique aqui.
  • Youtube
  • Twitter
  • Facebook
  • SIGA-NOS:

Tsuru

desenvolvido pela